naoquerofalardesexo
Maria Nicanor

misfit toy

01.11 02.11 03.11 04.11 05.11 06.11 10.11 11.11 12.11 01.12 02.12 03.12 04.12 05.12 06.12 07.12 10.12 11.12 12.12 01.13 02.13 03.13 04.13 05.13 06.13 07.13 08.13 09.13 10.13 11.13 12.13 01.14 02.14 03.14 05.14 03.17

Follow Me
Facebook
Twitter

28 outubro 2012


Ela representa o auge da loucura, passa o tempo a rir e só diz coisas sem sentido. Quando é séria, é séria e consegue ser mais fria que qualquer cubo de gelo. Não sabe falar de amor nem tem paciência para ouvir falar dele, não é dada a romantismos e ponto. Gosta dos sorrisos dos outros mas não gosta do seu. Gosta de abraços apertados, de beijinhos na testa e que lhe mexam e deixem mexer no cabelo. Gosta que a valorizem, que lhe façam as vontades e que a deixem ficar com a razão. Ela é difícil, complicada, tem mudanças de humor repentinas e a sua ironia por vezes atinge níveis extremos. Não é daquelas pessoas com jeito para dizer a coisa certa na hora certa, diz a errada e chega a ser rude por vezes. Não esperes que te demonstre o quanto gosta de ti porque não o vai fazer apesar de ser a rainha do drama. Não acredita no para sempre mas vai acreditar sempre em ti até prova em contrário. Gosta do que gosta e é bom que nunca digas nada sobre isso. Não é de ninguém, ela é do mundo de uma maneira que tu nunca conseguirás ser. Acho que talvez seja até de outro mundo. Ela sou eu.
1 ♣


/

24 outubro 2012


"Da próxima vez que eu voltar a cair, se me vires a insistir, não olhes para trás. Eu não vou estar em mim se te quiser mais uma vez, mesmo que diga que é de vez, vou estar a mentir. E se eu disser que foi tudo confusão, não falo com o coração; e se eu disser que ainda não é tarde não é amor, não é verdade. E se eu tiver ainda saudade deixa-me curar a ferida que arde, deixa-me ficar com as minhas memórias. Acabou-se a história, não olhes para trás.."
1 ♣


/

22 outubro 2012

Tanto medo tive e tantas pessoas perdi, já não chegam os dedos de uma mão para fazer contas.. talvez um dia encontre alguém que tenha medo de me perder. Até lá, vou continuar a não saber pronunciar a-m-o-r.
2 ♣


/

17 outubro 2012


Já lá vão uns dias e o vento cansou-se de ouvir o meu soluçar triste..
Parei. Agora só me resta ouvir a sua velha e melancólica música porque ele sabe que tu te foste embora assim, "com as aves" mas sem o reconfortante "Adeus" que Eugénio de Andrade escreveu.
Talvez acredite na inverdade infantil com que encheram a cabeça dos meus primos pequenos: "O tio foi fazer uma viagem".. À DisneyLand disse eu (porque desde pequena sempre imaginei que quando diziam que as pessoas iam para um sítio melhor, não haveria sítio melhor e mais mágico que aquele). Talvez seja aí o lugar onde tu estás, querido Peter Pan.
As lágrimas secaram, só a dor coexiste comigo neste coração imundo. Oh e não se preocupem, eu tenho força suficiente por todos eles.
Adeus Pai, desculpa.

«Deeep in the meadow, under the willow
A bed of grass, a soft green pillow
Lay down your head, and close your eyes
And when they open, the sun will rise.»
1 ♣


/

03 outubro 2012





E quando do teu barco lançaste para o rio uma garrafa imunda com uma carta tua para mim, pergunto-me o que pensavas, e sei, que lá no fundo sabias que eu não a abriria.. Porque és tu quem define se o meu copo está meio cheio ou meio vazio. És tu quem o enche de água e foste tu quem o deixou vazio. E no final de contas o amor deixa de contar..
2 ♣


/