naoquerofalardesexo
Maria Nicanor

misfit toy

01.11 02.11 03.11 04.11 05.11 06.11 10.11 11.11 12.11 01.12 02.12 03.12 04.12 05.12 06.12 07.12 10.12 11.12 12.12 01.13 02.13 03.13 04.13 05.13 06.13 07.13 08.13 09.13 10.13 11.13 12.13 01.14 02.14 03.14 05.14 03.17

Follow Me
Facebook
Twitter

28 janeiro 2012


Caminho para o espelho e admiro o meu semblante, algo que resultou da mistura do ADN de minha mãe e meu pai.
A minha testa enruga-se à medida que os pensamentos se aclaram na minha mente e o meu corpo reage a eles deliberadamente. Sem muito esforço os meus olhos encontram os olhos meus que me observam pelo espelho, esbugalhados e arregalados já de si, que escondem aos outros memórias antigas e mundos complexos aos quais não facilito descoberta. Estes, acastanhados, expressam o que o corpo omite. Lembro-me de uma vez, enquanto eu tentava esconder a tristeza, me dizeres: "Your mouth is smiling but your eyes look all sad". E com isto disseste tudo e em tão poucas palavras! Ah, tempos que tanta falta me fazem..
Os meus lábios, finos e rosados saboreiam os mares que remaram e os que remarão, nunca aqueles em que navego, esses ficam esquecidos, de lado, à espera que alguém apareça e me recorde da sua existência. Alguém que não desapareça, que não vá embora, que não adoeça, que não morra. Alguém que fique.
O meu corpo encolhe-se, conformando-se com um nada constante que abraça a vida.


9 ♣


/